O produtor Maga Bo apresenta a nova música brasileira na Kafundó Mixtape. Ouça e baixe

Selo baseado na cidade do Rio de Janeiro, o Kafundó Records é PhD quando o assunto em pauta é a mistura das raízes sonoras brasileiras com a música digital feita em terras tupiniquins. O catálogo do selo traz nomes mais conhecidos como Baiana System, Lurdez da Luz, Sombra e Tropkillaz, além de excelentes artistas que não figuram com tanta frequência no mainstream, casos de FurmigaDub, Combo X, Chico Correa, Neguedmundo, Omulu, Radiola Serra Alta e por aí vai.

Um dos criadores da gravadora, o produtor/DJ Maga Bo, que divide a sociedade da firma com o mano SoundGoods, juntou vários representantes do time do label e mixou todos eles no play Kafundó Mixtape. DigitalDubs, DJ Tahira, Afrocidade, Pindura, Mauro Telefunk Soul, Anita Garybaldi, ÀTTØØXXÁ, Felix Lobato e Silvério Pessoa são alguns dos presentes na produção. Se vossa senhoria tiver afim de conhecer uma parte muito boa da nova sonoridade canarinho, chega mais no player e faça o download.

Kafundó Records

Curumin é o convidado da série de música jamaicana Jam Lab. Assista ao episódio

Um dos nossos canais preferidos do Youtube, o Jam Lab, convidou o mestre Curumin, uma das maiores referências do Mangroovee, para participar da sessão de número 10 do projeto. O laboratório de música jamaicana capitaneado pelo cientista Victor Rice também contou com as participações de Betão Aguiar no baixo, Saulo Duarte na guitarra e Cuca Ferreira no sax e na flauta.

A soma dos músicos resultou no instrumental Rainha da Folhagem, que pode – e deve – ser conferido por vossa senhoria no player abaixo. Nomes do peso de Buguinha Dub, Edu Satta Jah, Monkey Jhayam e Arthur Joly são alguns dos artistas convidados nos episódios anteriores. Já postamos alguns capítulos da saga aqui no site, mas caso você não tenha visto, chega na página deles porque vale muito a pena.

Jam Lab | Curumin

Confira o DJ Mu, do Fat Freddy´s Drop, mostrando seus discos preferidos na série The Mixtape

Já tivemos a chance de assistir à apresentação do Fat Freddy´s Drop e podemos garantir que o DJ Mu, reponsável por comandar a mesa de som e todos os efeitos disparados no excelente live da banda, tem tudo sob controle. Ele foi convidado pela Rádio NZ National Music, da Nova Zelândia, para participar da série The Mixtape, onde você confere uma entrevista com o deejay e uma amostra dos discos preferidos dele. Da mesma forma que o som do FFD passeia por elementos do reggae, dub, funk, rap e soul, a coleção do Mu também apresenta vários gêneros. Public Enemy, Luciano, Stevie Wonder, Four Tet, Talking Heads e muito mais.

Radio NZ National Music | Fat Freddy´s Drop

O afrobeat e a música jamaicana somam forças na obra de Dele Sosimi

Álbum idealizado pelo selo Wah Wah 45s, a versão adubada do disco You No Fit Touch Am in (2005), do britânico/nigeriano Dele Sosimi e da The Afrobeat Orchestra, traz o talento do cantor em novas versões boladas pelas mãos dos produtores ingleses Prince Fatty e Nostalgia 77. A dupla acima acrescentou pesadas doses de delay, echos e reverbs, deixando o groove da Mãe África ainda mais envolvente nas seis faixas que embalam o repertório do release lançado há três meses.

Responsável por comandar os teclados da banda Egypt 80, do Fela Kuti, Dele também contribuiu com o legado musical da família do mestre do afrobeat tocando no combo Positive Force, que acompanhava Femi Kuti, filho mais velho da lenda nigeriana. Depois de 1997, quando Fela partiu do mundão, Sossimi seguiu carreira solo e desde então já colocou nas ruas os trabalhos Turbulent Times (2002), Identity (2007), além do registro citado no primeiro parágrafo e alguns EPs.

Dele-Sosimi-Afrobeat-Orchestra

Vossa senhoria deve ter percebido que não faltou escola e boas referências na caminhada do músico, né? Então vamos chegar no melhor estilo compacto jamaicano e apresentar a original e a versão dub da trilha. É só encostar nos players e ver qual delas agrada mais aí desse lado. Afreeka!


Dele Sosimi

Mangroovee no Ar 38: Kamau, Sharon Jones, The Bamboos, Victor Rice e Ebo Taylor

Se você acompanha nosso trampo, deve saber que quarta-feira é dia de invadirmos vosso rádio através do sinal da Educativa FM 106,7. E toda quinta nós colamos aqui na matriz e lá no site dos amigos do Hempadão com a edição da semana passada do Mangroovee no Ar. Com texto, roteiro, edição e seleção do DJ Gusta, além da narração do Dárcio do Vale, o capítulo 38 da nossa saga traz lançamentos na conta de Sharon Jones & the Dap-Kings, Kamau, Quantic Music e Damian Marley, mas você também confere Digitaldubs, Ebo Taylor, Steve Black, The Bamboos, Lloyd Charmers, GUTS, Jennifer Lara, Victor Rice e L’Entourloop. É só sintonizar!

Mangroovee no Ar 37: Leroy Smart, Mestre Xim, NxWorries, Hollie Cook e Sono TWS

Seguimos firme e forte na meta por aqui e já é hora de colocar na internet nossa sessão de número 37 na Rádio Educativa FM 106,7. Utilizamos o sinal da estação rio-pretense para propagar a mensagem sonora de nomes como Mestre Xim, NxWorries, Sono TWS, Ordem Natural, CeeLo Green, PrimeiraMente, Mac Miller, Cornell Campbell, Monkey Jhayam, The Black Seeds, Hollie Cook, Ki-many Marley, Leroy Smart, Sylford Walker e por aí vai. Se vossa senhoria já é de casa, sabe como funciona o esquema aqui no mangue. Caso esteja conhecendo agora, sinta-se à vontade e aperte o play abaixo para receber nossas boas vindas.

Mangroovee no Ar #36: The Frightnrs, Paraum, Afrobombas, Illa J, Juçara Marçal, Phife e DJ Soares

Voltamos até a matriz do mangue e trazemos na bagagem mais uma sessão inédita da atração comandada pelo Mangroovee na Educativa FM. O episódio de número 36 da nossa sessão semanal entrou pelo seu rádio e climatizou o ambiente rio-pretense com The Frightnrs, Paraum, Afrobombas, Candeia, De La Soul, Little Dragon, Azymuth, DJ Soares, Juçara Marçal, Kiko Dinucci, Nair de Cândia, Dionisio Maio, Illa J, Phife Dawg, Céu, Abayomy e Flora Matos. Sintonize e edição aí desse lado e se gostar, dê uma força pro trabalho dos meninos e compartilhe o play na sua área.

Escute e baixe o novo disco da Tássia Reis, Outra Esfera

Já faz algum tempo que acompanhamos de perto o trabalho da Tássia Reis. Colocamos aqui no site o EP homônimo da cantora, lançado no ano passado, sempre tocamos o som RapJazz, e também tivemos a chance de trocar uma ideia com ela na última edição do Festival Batuque – você pode conferir no nosso canal do YouTube.

Também ficamos ligados no som Desapegada, com produção assinada pelo Tuchê, e que foi uma amostra do disco Outra Esfera, lançado oficialmente no dia 8 de setembro. E agora, quatro dias depois da data em questão, colamos na matriz para deixar vossa senhoria por dentro das sete faixas presentes no trabalho. Fora o single citado anteriormente, o registro mostra a versatilidade de Tássia em diferentes batidas.

Ela chega no melhor estilo reggae na canção Semana Vem, divide as linhas com Stefanie (Simples) na jazzística produção Da Lama | Afrontamento e avisa que a revolução será crespa no pesado remix de Ouça-me. Renan Samam, Dia e Grou também assinam os instrumentais do novo álbum de um dos melhores nomes da música tupiniquim. Fortaleça o trabalho independente chegando no play abaixo e faça o download ao final do post.

Download Tássia Reis – Outra Esfera

Vídeos de semana: Ordem Natural, Quantic, Cachola, DJ Shadow, BBNG, Run The Jewels e Nego Max

Acreditamos que desde quando começamos com nossa sessão de vídeos semanais aqui na matriz, há um mês e meio, a de hoje é a mais louca de todas. Em menos de sete dias, o rap nacional chegou pesado no YouTube com os novos registros das faixas Quanto Pesa, Percepção e Sentimentos High-Tech, do Ordem Natural, Nego Max e Cachola, respectivamente.

O produtor Quantic não deixou por menos e colocou no ar o clipe da track 1000 Watts, primeiro trabalho audiovisual do excelente disco Quantic Presenta Flowering Inferno. Além disso, ainda teve o filme assinado por Sam Pilling para a música Nobody Speak, do DJ Shadow e o rapper Run The Jewels, e encerramos com a produção Drowning, responsável por registrar a parceria de Mick Jenkins e o trio BADBADNOTGOOD. Aproveita porque o bagui tá pesado.






Ordem Natural | Nego Max | Cachola | Quantic | DJ Shadow | Run The Jewels | BADBADNOTGOOD | Mick Jenkins

Conheça o rocksteady do The Frightners no disco de estreia do grupo, Nothing More To Say

Estreando com muita classe no álbum Nothing More To Say, a banda britânica The Frightners tinha lançado no decorrer deste mês os singles Dispute, Purple e a faixa responsável por batizar o disco. Os três sons já mostravam que o disco iria chegar no melhor estilo rocksteady, com várias canções sobre corações machucados e vocais á la The Heptones. E, hoje de manhã, quando fizemos a primeira audição da pepita, tivemos a confirmação de toda essa categoria envolvida no mais recente lançamento da infalível Daptone Records.

Embalado por 11 faixas, o repertório da trilha, disponível no site da NPR – clique aqui para escutar -, chega na maciota e merece destaque nos temas Looking For My Love, Hey Brother, All My Tears, Nothing More To Say, Purple e Gonna Make Time. Bem diferente de tudo que tem rolado no cenário reggae atual, o registro de estreia do grupo é um prato cheio para quem gosta da sonoridade jamaicana dos anos 60 e 70. Você pode conferir uma pequena amostra no player abaixo. Aproveita!

The Frightners