• Bem vindo ao nosso novo site. Conheça nossa loja virtual, acesse Shop

Mangroovee

Gilles Peterson homenageia Bobby Hutcherson com duas mixtapes. Escute

Conhecido pelas cabulosas improvisações feitas com o vibrafone sobre instrumentais jazzísticos, o músico Bobby Hutcherson, um dos principais artistas do lendário selo Blue Note Records, faleceu no último dia 16. O britânico Gilles Peterson não perdeu tempo e já colocou no ar uma produção em tributo ao músico acostumado a participar de trabalhos de lendas como Miles Davis, Herbie Hancock, John Coltrane, Stan Getz e Dexter Gordon.

Excelente oportunidade para conhecer melhor o trabalho de um dos grandes músicos da história da música negra. Você só precisa apertar os players e conferir as duas partes da seleção elaborada pelo colecionador europeu.


Gilles Peterson

Mangroovee no Ar #34: Michael Kiwanuka, Francisco Egydio, Sean Kuti, Digable Planets e The Congos

Chegamos até o meio de mais uma semana e, como vossa senhoria já deve saber, é dia de atualizarmos o mangue com outro episódio da atração comandada pelo mangue na Rádio Educativa FM. A sessão de número 34 apresenta grandes nomes da música negra mundial, além da influência das culturas africanas na identidade da sonoridade brasileira. Francisco Egydio, Dom Salvador, Wanderléa, Luiz Gonzaga, Digable Planets, Lester Bowie, Count Ossie, The Congos, Sean Kuti, Michael Kiwanuka e grande elenco. Uma hora de som na caixa, sem intervalos. Chega no play!

O ilustrador Fat Dog assina o chapado clipe de Japan Dreams, do produtor Mestre Xim. Assista

No último mês de março, o produtor carioca Mestre Xim lançou pela Beatwise Recordings a beat tape Internação Vol. 1, que, até o momento, foi o único álbum retirado do forno do selo paulistano em 2016. Entre as 15 batidas presentes na produção, a faixa de número 6, Japan Dreams, acabou de ganhar um clipe muito louco, cheio de ilustrações desenhadas pelo artistas Fat Dog. Tudo o que vossa senhoria precisa fazer e apertar o play abaixo para climatizar o ambiente aí desse lado.

Mestre Xim | Fat Dog

O selo Strut Records viaja pelo groove, jazz, música africana, sons latinos e havaianos. Ouça

Gravadora responsável por realizar uma pesquisa muito bem feita em matéria de groove, jazz, sons havainos e música africana das décadas passadas, a Strut Records, de Londres, resgata sons de artistas poucos conhecidos e que, dificilmente, não chegariam até nossos ouvidos sem o trabalho do selo. Antony Joseph, Idris Ackamoor & The Pyramids, Les Stardust e Sunburst são alguns dos projetos presentes no catálogo de releases dos caras. Além deles, você também pode acompanhar nomes mais famosos, casos do mestre Sun Rá and His Arkestra, Ebo Taylor e The Soul Jazz Orchestra.

Propagando a boa música desde o final dos anos noventa, a Strut, que foi escolhida pelo britânico Gilles Peterson como o label do ano 2014, lança os trabalhos em vinis de 180 gramas, compactos e cd´s. Já que ela foi a escolhida para iniciar nossa sessão sobre gravadoras aqui no Mangroovee, vossa senhoria pode conferir nos players abaixo algumas trilhas que trazem o selo dos caras como rementete. Se gostar, acesse o site oficial e acompanhe o trampo de perto nas redes sociais porque vale a pena.









Strut Records

Escute a faça o download da mixtape Trilha Sonora Original (1969-1976), do DJ DvBz

Se vossa senhoria tem o saudável hábito de acessar nosso endereço virtual, deve ter visto que postamos recentemente a trilha que o DJ Luis Cruz, da festa Barumba, fez somente com discos de trilhas de novelas. E é bem provável você também já ter escutado aqui no mangue alguma das mixtapes de autoria do DJ Digital Vagabondz, como, por exemplo, a matadora série Tim Maia Rules The World. Pois bem. Agora é a vez do deejay DvBz apresentar a versão dele baseada nos sons que rolavam em tramas como Cavalo de Aço, O Espigão, Bem Amado, Assim Na Terra Como no Céu, Irmãos Coragem, Véu da Noiva e Pecado Capital. Chega no play, faça o download e confira os nomes de todas as faixas logo abaixo.

01 Free Way – Erlon Chaves – E Nós, Aonde Vamos?
02 O Semideus – Orquestra Som Livre – O Semideus
03 Tema do Caveira – Orquestra Odeon – Jerônimo
04 Tarcisiu’s Theme – Free Sound Orchestra – Cavalo de Aço
05 O Homem Que Deve Morrer – Nonato Buzar – O Homem Que Deve Morrer
06 Ciladas – Perry Ribeiro – O Espigão
07 Abertura – Orquestra Odeon – Jerônimo
08 Abertura – John Barrymore – Os Inocentes
09 Tema de Tucão – Orquestra Som Livre – Bandeira 2
10 Verao Vermelho – Nonato Buzar – Verão Vermelho
11 Cavalo de Aço – Guto Graça Melo – Cavalo de Aço
12 Forgotten Tears – Free Sound Orchestra – Os Ossos do Barão
13 Poor Devil – Free Sound Orchestra – O Bem Amado
14 Waltel Branco – 200 MPH – Assim Na Terra Como no Céu
15 Irmãos Coragem – Nonato Buzar- Irmãos Coragem
16 Tema de Zorra – Waltel Branco – Irmãos Coragem
17 Victor Tema – Arnaud Rodrigues – Tilim
18 Mom Ami – José Roberto – Assim Na Terra Como no Céu
19 Apolo IV – Azymuth (Mil Milhas) – Véu da Noiva
20 O Rebu – Orquestra Som Livre – O Rebu
21 Agora – Orquestra Som Livre – Corrida do Ouro
22 Jornada (Tema da Selma) – Wilson Das Neves – Verão Vermelho
23 Melô da Cuíca – Azymuth – Pecado Capital
24 Makaha – Marcio Montarroyos – Pecado Capital
25 Pela Cidade – Bertrami e Azymuth – O Espigão
26 Rumpi – Waltel Branco – A Moreninha
27 Os Povos – Erlon Chaves – Pigmalião 70
28 Nanã – Orquestra Som Livre – A Escrava Isaura
29 Ritual – Marcos Nobre e Orquestra – Selva de Pedra
30 Diana – Waltel Branco – Irmãos Coragem
31 Psicose – Eklipse Soul – Tempo de Viver
32 Cuca Legal (Ha Ha Ha) – Chico Batera – Cuca Legal
33 Tema de Cristina – Erlon Chaves – Pigmalião 70
34 O Bofe – Som Ambiente – O Bofe
35 Tema de Kiko – The Youngsters – Pigmalião 70
36 ZIP – Orquestra Briamonte – A Próxima Atração
37 Abertura – The Youngsters – Véu da Noiva
38 Tema de Cathy – Cesar Mariano – Divinas e Maravilhosas
39 Perseguindo Linguinha – Orquestra Som Livre – Linguinha
40 Professor Borboleta – The Clowns – A Patota
41 Tema de Ricardinho – Waltel Branco – Assim Na Terra Como No Céu
42 Tema, R – Aloisio – A Viagem
43 O Trem – Orquestra Som Livre – Anjo Mau
44 Granizo – Orquestra Som Livre – Corrida do Ouro

DJ DvBz

BROOKZILL!: Rodrigo Brandão, Ladybug Mecca, Prince Paul e Don Newkirk em prol da boa música. Ouça

Seja no Mamelo Sound System, Zulumbi, 3rd World Vision, Ekundayo e/ou nas participações ao lado de nomes como Contra Fluxo e Nação Zumbi, é fato consumado que, quando o camarada Rodrigo Brandão tá envolvido, a satisfação é garantida. Imagine então se você ainda acrescentar na escalação a MC Ladybug Mecca (Digable Planets), o DJ/produtor Prince Paul (Gravediggaz) e o baterista Don Newkirk (Funk City).

É exatamente isso o que acontece no projeto BROOKZILL!, que lançou na semana passada o excelente single Saudade Songbook, com participação do lendário Count Bass D. Além da música, o super grupo também colocou na rede a Mixtape 1, embalada com rimas e clássicos brasileiros como Rational Culture (Tim Maia), Olha a Beleza Dela (Jorge Ben), Tataruê (Giovanna), Canto de Ossanha (Badden Powel), entre outros.

Enquanto não sai um trampo completo da reunião entre os manos do bairro do Brooklyn e o paulistano, deixamos vossa senhoria na companhia da mix e da primeira faixa oficial da banda. Tá fácil, vai.


BROOKZILL!

O doc Record Store Day registra a relação de 4 DJ´s brasucas com os discos de vinil. Assista

A franquia brasileira da LRG, uma das marcas que mais dá suporte à cultura underground, realizou um documentário de 12 minutos falando sobre a relação de quatro deejays brasileiros com os discos de vinil. Os DJ´s Tamempi (Só Pedrada Musical), PG (Elo da Corrente), Sleep (Haikaiss) e Kefing (Edi Rock) contam um pouco de suas histórias e relatam algumas curiosidades em relação à arte do garimpo. Com direção assinada por André Ribeiro, o Record Store Day está disponível para a degustação de vossa senhoria no player abaixo. Chega mais.

LRG Brasil

O groove da Mãe África chega pesado nas novas faixas do grupo Èkó Afrobeat. Ouça

Já faz alguns meses que atualizamos o site com a faixa Enemy, do grupo brasileiro Èkó Afrobeat, que, naquela ocasião, homenageou o mestre Fela Kuti inspirados na clássica música Water Get No Enemy. Agora, cerca de quatro meses depois, o combo residente de São Paulo volta até o mangue e arremessa três tijoladas de uma só vez. O instrumental Reyes chega acompanhando dos sons Mulher Negra e 10 de Abril, que podem – e dever – ser escutados por vossa senhoria nos players abaixo. Assim como a banda baiana IFÁ e os cariocas da Abaymoy, além, é claro, da já consolidada big band paulistana Bixiga 70, o Èkó garante o alto nível que o groove da mãe áfrica bem representado em terras brasileiras.



Èkó Afrobeat

Pai do boogie brasileiro, o mestre Lincoln Olivetti foi tema da nova mixtape da Wax Poetics. Escute

Celebrado pela revista Wax Poetics durante a Copa do Mundo de 2014 com uma mixtape assinada pelo DJ The Ambassador, Lincoln Olivetti, grande maestro do boogie tupiniquim, acabou de ganhar outra homenagem em forma de play. Aproveitando, desta vez, a deixa das Olimpíadas 2016, a publicação gringa reuniu produções assinadas pelo brasileiro entre 1975 e 1997. Você confere artistas como Ed Carlos, Os Famks, Tony Bizarro, Claudia Telles, Gilberto Gil, Ed Motta, Rita Lee, e Quinteto Ternura, que traz a música Linda Manhã, sampleada por Kamau na faixa A Quem Possa Ineressar. Ótima oportunidade para conhecer melhor a obra de mista Olivetti e entender por que a gringaida chapa tanto no balanço brasileiro. Aproveita, gente boa.

Wax Poetics

Trocando ideia #9: O MC Cachola e o novo single Sentimentos High-Tech

Representando o Rio Grande do Sul, o Cachola é um talentoso MC que trabalha mocado por aquelas bandas do Brasil e só tira lançamento pesado da cartola. Quem nos mostrou o trampo dele foi nosso amigo Trujillo e, desde então, escutamos direto faixas como A Mensagem, Tá Frio Afu, Louco da Cabeça, O Teto e muito mais. Em fase de mixagem e masterização do EP Planeta Terra de Ninguém, o rimador de Porto Alegre lançou o excelente single Sentimentos High-Tech. Aproveitamos a deixa para trocar uma ideia com o mano. Você pode conferir a conversa e os sons logo abaixo.

1 – Percebemos no seu trampo bastante influência do rap da década de noventa, além de muitos elementos do reggae/ragga. Quais são suas principais referências musicais?

Cachola: Minha influência direta foi o Planet Hemp, porém, com o passar do tempo comecei a escutar SP Funk, RZO, Sabotage, Mahal, Inumanos, SNJ, Quinto Andar, Consequência, Da Guedes, Pentágono, Criolo, entre outros. Sean Price, Mos Def, KRS One, Talib e Nas são algumas referências da gringa. Gosto bastante das produções lançadas entre o final dos anos 90 e começo dos 2000. Atualmente, em matéria de ragga, ouço Capleton, Buju Banton e Morodo, da Espanha, mas também fui muito influenciado pelo som da família Marley.

2 – Achamos bem original a cena local do Rio Grande do Sul. Escutamos nomes como O.C.L.A., Pok Sombra e Zudzilla. Quais outros artistas andam fazendo barulho por ai também?

Cachola: Existem vários grupos trampando pesado aqui no Sul. Blood Phill, E20, Tio Scooby, Milianos, Dlamotta, Rafuagi, CNR, Viralatas, Press, JL, Zilla Sonoro, Nega Jaque e por aí vai.


3 – Você rima, faz as bases, dirige e edita os vídeos. Como é ficar no controle de tudo isso?

Cachola: Comecei a me arriscar além da escrita e do canto por gostar de atuar em diferentes áreas. Sem contar pela necessidade, porque fica complicado depender dos outros e exigir excelência no trabalho de alguém que não esta sendo pago. Hoje em dia, mesmo me envolvendo em todas esses processos, procuro distribuir o trabalho para o resultado ter ainda mais qualidade. Acredito que quanto maior o número de pessoas atuando nos lugares certos, melhor será o resultado final do trampo.


4 – Depois da faixa Sentimentos High-Tech, o que mais vai sair do forno?

Cachola: Mês que vem vou lançar, em parceria com a Nunca Filmes, o vídeo do single Sentimentos High-Tech. Mais pra frente, perto de outubro, vai sair o EP Planeta Terra de Nínguém, que está sendo gravado no estúdio Soma, em Porto Alegre, e mixado e masterizado por Luiz Café, no estúdio Um Só Caminho, no Rio de Janeiro.

Cachola