Mangroovee no Ar #65 – Especial Consciência Negra

Transmitido pelos nossos camaradas da Educativa FM 106,7 na semana passada, o episódio de número #65 do Mangroovee no Ar prestou homenagem ao dia da consciência negra, celebrado no último 20 de novembro. Selecionamos somente panteras negras do mundo da música que batem de frente contra o racismo e você só precisa apertar o play abaixo para conferir a sessão em questão. Tim Maia, Gilberto Gil, Paulo César Pinheiro, Candeia, Dona Ivone Lara, Jorge Ben, Elza Soares, James Brown, Sharon Jones, Public Enemy, Racionais MC´s, Thiago El Ninho, BK, Djonga, Fela Kuti e Roy Ayers são alguns dos nomes apresentados por Dárcio do Valle na seleção feita pelo DJ Mangue. Se gostar do resultado, compartilhe nosso trabalho na sua área.

O Elo da Corrente soma forças com Bolin e Marcela Maita no vídeo de Solitude

Depois de lançarem em 2017 os single Mariana e Veias Abertas, que traz a participação de Black Alien, o Elo da Corrente deixou o final de ano ainda melhor colocando na rede o vídeo da música Solitude. Dirigido por André Laiza e com animação na conta da produtora Tree House Creation, o vídeo apresenta Caio, Pitzan e DJ PG rimando e riscando em cima do clássico boom bap assinado pelo Bolin. A cantora Marcela Maita, que participou em algumas faixas do EP Pé no Chão, do Rodrigo Ogi, também chega com o trio no refrão e climatiza vossa terça-feira com música da melhor qualidade. Aperte o play!

Elo da Corrente

Radiola NZ é o novo disco assinado pela Nação Zumbi. Ouça na íntegra

Não conseguimos atualizar o site com frequência durante o mês de novembro, mas voltamos hoje para deixar vossa segunda com música de primeira. Estamos falando sobre o mais recente lançamento da Nação Zumbi, que tirou do forno na sexta-feira passada o álbum Radiola NZ, onde a banda pernambucana apresenta suas próprias versões para músicas de Erasmo Carlos, Beatles, Marvin Gaye, Gilberto Gil, David Bowie, Roberto Carlos, Tim Maia, The Specials e Secos & Molhados.

Assim como fazem nas canções de Jorge Ben no projeto Los Sebosos Postizos, os caranguejos da NZ dominam o meio de campo e marcam outro golaço reinterpretando todas as faixas dos craques citados no parágrafo anterior. Na nossa opinião, além da capa assinada por ChiscoShiko, o destaque do disco fica com a produção de número 4, também conhecida como Não Há Dinheiro Que Pague, escrita pelo rei Roberto no LP O Inimitável, de 1968. Refazenda, Do Nothing, Dois Animais na Selva Suja da Rua, Tomorrow Never Knows e Sexual Healing também chegam com a cara da Nação e comprovam porque os manos continuam sendo a melhor banda do Brasil. Sem mais delongas, aperte o play abaixo e climatize o dia na sua área com o original groove do mangue.

Nação Zumbi

Escute a terceira mixtape da série Tim Maia Rules The World, do DJ DvBz

O Digital Vagabondz, ou apenas DJ DvBz, deixou o início da semana muito melhor colocando na rede o capítulo de número 3 da série de mixtapes Tim Maia Rules The World, onde ele embala a sessão somente com músicas assinadas, influenciadas ou que trazem a colaboração do síndico Sebastião Maia. O deejay já desembarcou aqui na matriz do mangue e tirou da mochila as outras duas trilhas. Eis então que chegou a vez dele colar novamente no Mangroovee e climatizar a quarta-feira com o registro mais recente. Carlos Dafé, Cassiano, Zé Rodrix, Hyldon, Sandra de Sá, Lincoln Olivetti, Robson Jorge, Lady Zu, Rita Lee, Eramos Carlos, Pepeu Gomes e grande elenco. É só apertar o play e abençoar vossa HD fazendo o download gratuito.

DJ DvBz

Escute o primeiro single do próximo disco da Nação Zumbi, Radiola NZ

A melhor banda do Brasil, também conhecida como Nação Zumbi, segue trabalhando pesado a serviço da boa música e acabou de lançar o primeiro single do próximo disco, Radiola NZ. Embalado por versões dos pernambucanos para clássicos de ídolos do grupo, o repertório do álbum vai apresentar os caras tocando hinos de autoria de Luiz Gonzaga, David Bowie, Amy Whinehouse, entre outros. Responsável por batizar o excelente LP Refazenda, de 1975, a faixa título do disco de Gilberto Gil foi a primeira canção liberada pelos caranguejos. Depois de repaginar com maestria parte da obra de Jorge Ben e do Mundo Livre S/A, nem precisamos dizer que Du Peixe, Lucio Maia, Dengue, Toca Ogan e Pupillo acertaram em cheio mais uma vez. Enquanto a NZ não libera o registro completo, aperte o play abaixo para ficar por dentro do que eles fizeram com a produção do mestre Gil. O groove do mangue original style!


Nação Zumbi

Mangroovee no Ar #63: Entrevista Drop, Rimas & Melodias, Ba-Boom e André Sampaio

Transmitido no último dia 25 pela Rádio Educativa FM, de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, o episódio de número 63 do Mangroovee no Ar entrevistou nosso camarada Drop, que lançou no mês passado o EP Sete Flechas. Além da ideia trocada com o emcee rio-pretense no primeiro bloco, também embalamos a noite com outras três parte ao som de de Wu-Tang Clan, Zilla Sonoro, Ba-Boom, Laylah Arruda, André Sampaio, Sharon Jones & the Dap-Kings, Ikebe Shakedown, Rimas & Melodias, Skinnyman e Charles Bradley. É só apertar o play abaixo e conferir mais um capítulo da nossa saga nas ondas das frequências moduladas.

Escute e baixe o EP Primeira Fase, excelente trabalho de estreia do Tetriz

Acompanhamos de perto o trampo do Ramiro Mart há uma cota. Tanto é que lá no começo de 2014, quando fizemos nosso primeiro evento, convidamos o MC de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, para ser a atração principal da noite. O rimador fluminense colou no baile acompanhado de Goribeatzz, além dos manos do grupo Cazêro Rep, e não deixou ninguém parado lá em Rio Preto. Desde então, sempre ficamos atentos aos lançamentos do mano e já abastecemos o endereço virtual do mangue com os registros ARTEPRESSÃO, VLTRAVIDA, entre outros.

No último mês de junho, Ramiro colocou nas ruas mais uma trilha em parceria com Gori, o excelente disco Áudio Mensagem. O tempo tava bem apertado por aqui na época e não conseguimos escrever nada sobre o álbum. Mas escutamos algumas vezes e gostamos muito do resultado, principalmente da faixa Carnival, onde o Matéria Prima participa versando ao lado de Mart. O ex-integrante dos lendários coletivos Quinto Andar e Subsolo também já passou diversas vezes no Mangroovee e ficamos bastante curiosos quando eles anunciaram o nascimento do projeto Tetriz.

Escalado com Goribeatzz nas produções, mais Ramiro Mart e Matéria Prima na caneta, o novo trio do rap nacional lançou no último dia 30 o EP Primeira Fase. Embalado pelo bom e velho boom bap nas 9 faixas do repertório, o release apresenta as participações de Nill e Espião na música Quatro Pilares. Sem querer dar lição de moral, os manos passam a ideia certa em todas as tracks e mostram que a molecada vai precisar estudar muito se quiser chegar no nível deles. Além da arte assinada por Leandro Lassmar, uma das capas mais loucas dos últimos anos, também destacamos os temas EPNM, Tantas Miras, Gangsta, Só Uma Ideia e Balança. Aperte o play abaixo e se inscreva no canal dos cara para ficar ligado(a) nos próximos sons porque o jogo é de gente grande.

Download Primeira Fase EP | Tetriz | Ramiro Mart | Goribeatzz | Matéria Prima | Leandro Lassmar

Ouça o set de três horas feito pelo DJ Nuts na festa de 75 anos do Milton Nascimento

Há menos de uma semana, o DJ Nuts fez uma postagem no Facebook falando sobre como ele tava feliz de ter tido a honra de embalar a festa de aniversário de 75 anos do Milton Nascimento. Na ocasião em questão, o deejay embalou a celebração com um set de três horas de duração, que apresentou aos convidados nomes como Fafá de Belém, Flora Purim, MPB 4, Beto Guedes, Elis Regina e Wilson Simonal interpretando clássicos de autoria do Bituca. Acreditamos que provavelmente você também não colou nos parabéns do meste Milton para conferir mais uma aula de música brasileira ministrada pelo Nuts. Mas pode ficar tranquilo(a) porque o paulistano gravou toda a sessão com os discos e mandou o arquivo para o britânico Gilles Petterson, que não perdeu tempo e já subiu na rede a trilha no Mixcloud da estação Worldwide FM. Então não deixe de conferir o play abaixo para conhecer melhor a obra de um dos maiores artistas da história da música brasileira.

Milton Nascimento | DJ Nuts

A arte é a arma de Rodrigo Ogi no EP Pé no Chão. Ouça na íntegra

Pode comemorar aí desse lado porque o emcee mais original do país, que você deve conhecer pela alcunha de Rodrigo Ogi, tirou da manga o terceiro trabalho solo da carreira. Depois de se firmar como um dos melhores do Brasil com os excelentes discos Crônicas da Cidade Cinza, de 2011, e RÁ!, de 2015, o ex-integrante do grupo Contra Fluxo aparece novamente ao lado do produtor Nave no EP Pé no Chão.

Como o próprio nome da trilha já dá a letra, as músicas retratam uma fase menos conturbada do paulistano, em que ele usa e abusa da arte para quebrar os muros e sobreviver em meio ao caos cotidiano. O registro deixa isso bem claro na introdução da primeira faixa, Anjo Caído, onde você confere um recorte do escritor João Antônio dizendo as seguintes palavras: “Eu não sei como é que eu viveria sem escrever. Aliás, só vale viver escrevendo. Se eu não estiver escrevendo, minha vida vai muito mal”.

Lançado especialmente no dia 24 de outubro, data que celebra um ano do nascimento do primeiro filho de Ogi, o trampo reforça novamente esse período mais maduro do rimador na segunda canção. Batizada como Nuvens, a track emociona e evidencia como o pequeno mudou a vida do rapper, fazendo ele ter as respostas necessárias para entender várias fitas como, por exemplo, a perda de mãe.

Além disso, o EP Pé no Chão ainda apresenta outras cinco músicas com participações de produtores e músicos do peso de Kiko Dinucci, Laudz, Bruno Duprê, Jeff e Laudz. Também destacamos os temas Deixe-me, Passagem e Iinsomnia2, que traz Marcela Maita, Diomedes Chinaski, Emicida e Coruja dividindo o microfone. Fora tudo isso, o vovô do rap nacional ministra outra aula em matéria de flow e caneta durante toda a audição. Chega no play porque vale muito a pena.

Rodrigo Ogi

Escute o álbum 20 Voltas, que é o novo trabalho assinado pelo Projetonave

Na metade de 2016, o Projetonave celebrou vinte anos de carreira com o lançamento de uma mixtape que apresentou produtores como SonoTWS, Coyote, Niggas, Dario e DJ Mako criando novas versões para algumas faixas da banda. E agora, quase um ano e meio depois, o grupo oriundo do ABC Paulista segue comemorando duas décadas de bons trabalhos prestados à música tirando do forno o álbum 20 Voltas. Dividida em duas partes, a nova trilha dos manos passa a sensação do ouvinte estar escutando uma fita cassete.

Enquanto o lado A traz 8 faixas interligadas produzidas pelo guitarrista Marco Pablo, a outra metade é embalada por instrumentais mais densos assinados pelo DJ B8. Assim como em toda a trajetória do Projetonave, o repertório de 20 Voltas é pautado pelo rap, seguindo os mandamentos das ruas com muita originalidade nos samples e nas colagens. Tudo isso sem esquecer das raízes brasileiras e transitando com muita naturalidade por gêneros como o dub, jazz, soul, entre outras vertentes da música negra. Vida longa!

Projetonave