BaianaSystem soma forças com Titica e Margareth Menezes no single Capim Guiné. Assista ao vídeo

O BaianaSystem segue trabalhando pesado e acabou de colocar na rede o excelente clipe do som Capim Guiné, onde o combo aparece ao lado de Margareth Menezes e da angolana Titica. Dirigido por Cartaxo e Bezerra, o vídeo é mais um trabalho audiovisual cabuloso do grupo de Salvador, que mantem o alto nível tanto no som quanto nos projetos gráficos desde o primeiro álbum de estúdio, de 2011. Lançada hoje de manhã no canal da banda, a produção em questão prova novamente que Russo Passapusso, Robertinho Barretto, Seko Bass e companhia gostam de transitar por diferentes gêneros musicais e, talvez, seja exatamente isso que faz o projeto ser um dos melhores da atual música brasileira. Se você tiver afim de conferir o Baiana se aventurando pelas terras do Kuduro, chega no play abaixo porque vale a pena.

BaianaSystem | Titica | Margareth Menezes

Rap, funk, jazz e brazuca embalam a mix Marytape #1, da DJ Mary G. Ouça

Residente da festa Jazzkate e idealizadora da celebração Unity, ambas da cidade de São Paulo, a deejay Mary G. colou na última edição do nosso baile Chumbo Grosso e não deixou ninguém parado no salão. Se você ainda não teve a chance de ver a paulistana em ação nos toca-discos, a boa é chegar no player abaixo para escutar a produção Marytape #1, onde ela gira nomes como Anderson Paak, Groover Brookzill, Washington Jr, Jamés Ventura, Miles Davis, Oshun, Mano Brown, Jay Dilla, Erikah Badu, Childish Gambino, Jurassic 5, Jay Z e muito mais em 42 minutos de som. “Aos guardinhas da mixagem, ouçam de coração aberto. Fiz o melhor que consegui no tempo que tinha. Aos amantes da boa música, aproveitem. Espero que curtam.”

DJ Mary G.

O DJ BeatPete dichava a obra da dupla Madvillain na mixtape Illest Villains. Ouça

Integrante da gravadora Mellow Orange, selo capitaneado pelo produtor Freddie Joachim, e um dos responsáveis pelo baile Backyard Joints, festa baseada na cidade de Berlin, na Alemanha, o deejay BeatPete é a bola da vez aqui no mangue. Dono de um dos melhores perfis do SoundCloud quando o assunto é mixtape, o alemão tem uma vasta coleção de vinil e sempre assina diferentes produções embaladas exclusivamente pelos discos. Se você garimpar mais sobre o trampo dele, vai encontrar desde um play em tributo ao beatmaker Kan Kick até uma trilha inteira gravada dos toca-discos para o tape deck.

Caso vossa senhoria não queira ir tão longe assim na pesquisa, é só escutar a última homenagem sonora feita pelo DJ, onde ele dichava a obra da dupla Madvillain (Madlib e MF DOOM) na trilha Illest Villains. Além de várias faixas dos dois vilões, BeatPete também resgata sons de Howard Lucraft, Foster Sylvers, Maria Bethânia, Osmar Milito, Matthew Larkin Cassell, Gentle Giant e Bill Evans, que foram alguns dos artistas sampleados nos álbuns MadvillainyMadvillainy 2 – Madlib Remixes. É só apertar o play abaixo e fazer a lição de casa.

BeatPete

A cantora Nina Girassóis estreia pelo selo Feminine Hi Fi no single Resound. Ouça

Depois da estreia em formato de selo no lançamento da faixa Loba Leoa, da Laylah Arruda, o coletivo Feminine Hi Fi tira mais um excelente trabalho do papel e embala vossa segunda-feira com música de primeira qualidade. Nome conhecido entre os frequentadores dos bailes em formato sound system de São Paulo, a paulistana Nina Girassóis é a nova aposta da gravadora das manas. A cantora desembarca aqui no mangue e apresenta o tema Resound, onde ela solta a voz na maior elegância sobre o riddim assinado pelo camarada Jeff Botto (Dubatak Records). “Escrevo sobre como morre gente e como nasce gente a cada segundo, todo dia. Sobre como uns tem de mais e outros tem de pouco, e como os que têm mais querem cada vez mais. No entanto, há o outro lado, que mostra como é bonito ver pessoas que se ajudam”, afirma Nina. Você só precisa apertar o play abaixo para entender melhor. Se gostar, fortaleça o corre da Feminine Hi Fi compartilhando o som aí na sua área. Vida longa.

Feminine Hi Fi

Assinada pelo DJ Mangue, Brasil com S é a nova mixtape do Mangroovee. Ouça e baixe

Após colocarmos na rede os dois volumes da série Onda, é com imensa satisfação que encostamos aqui na matriz para avisar vossa senhoria que o novo trampo do Mangroovee tá no ar. Assinada pelo DJ Mangue, também conhecido em um passado recente como Gusta, a mixtape Brasil com S embala seu radinho somente com músicas brasileiras mocadas. Iniciamos a viagem por terras brasilis com o malungo Chico Science passando a visão na introdução, depois você confere faixas assinadas por Projetonave, Red Lion, Síntese, OQuadro, Combo X, Alienação AfroFuturista, Eskrúpulos, YOka, Indigesto, Tatiana Bispo e 3 Pilares, além de uma dubplate especial preparada pelos camaradas Digitaldubs e Jota 3.

Você só precisa garantir o café preto aí desse lado e apertar o play abaixo para escutar mais uma trilha despachada pelo nosso selo. A arte ficou na conta do nosso irmão Matheus Mattos, que também é responsável por desenvolver todas as artes dos bailes e outras ações realizadas pela firma. Muito obrigado a todo mundo que fortalece nosso corre. Original Mangroovee.

DJ Mangue

Mangroovee no Ar #59: Question, El Michels Affair, Luiz Carlos Vinhas e Savave

Depois de colocarmos no ar o episódio especial sobre os 10 anos do disco Superação, do Contra Fluxo, voltamos até a matriz para continuar apresentando nossa saga pelas ondas sonoras das frequências moduladas. A sessão que colocamos aqui para trilhar a quarta-feira de vossa senhoria foi ao ar no último mês de maio, mas acabou ficando parada nas gavetas do mangue por algum tempo. Mas fizemos o resgate ontem à noite e cá estamos nós para deixar você por dentro de tudo aquilo que ecoou na Rádio Educativa FM 106.7 naquela oportunidade. Iniciamos com Luis Carlos Vinhas, André Sampaio & Os Afromandingas, BNegão, El Michels Affair, Hugh Mundell, Dennis Hamilton, Barrington Levy, Thiago Elniño, Dow Raiz, Gali, Funkeiro, Jamés Ventura, Savave, Hidden Orchestra, Question e Quantic. É só apertar o play, gente boa.

Pouca marra e muita ideia na entrevista do Ordem Natural para O Fino da Zica. Confira

Um dos canais brasileiros no Youtube com o qual mais nos identificamos, O Fino da Zica apresenta conteúdo interessante em todas as produções e entrevista vários nomes que passam despercebido pela grande mídia tupiniquim, mas que são muito melhores do que a maioria da rapaziada cheia de views na rede. Síntese, Lay, Sombra, Ogi, Amiri, Lívia Cruz, Edgar, Rico Dalasan, Inglês e Rincon Sapiência são alguns dos artistas em pauta na página deles. Semana passada foi a vez do Ordem Natural, representado por Lum, Gato Congelado e DJ Mako, colar no QG dos manos e trocar várias ideias sobre música, vivência, letras, Quinto Andar, entre outros temas. O título acima é sobre o vídeo onde eles falam sobre o lendário coletivo de rap formado também por Matéria Prima, Marechal, Shaw, De Leve e DJ Castro, mas aproveitamos a postagem e também colocamos aqui os outros três quadros que o Fino da Zica fez com o trio. Pouca marra e muita ideia, que é o que tá em falta na cena. Vale a pena chegar no play




Ordem Natural | O Fino da Zica

Ouça e baixe a beat tape Vida Nocturna, do Abud, novo lançamento da Beatwise Recordings

Release de número dezesseis do selo Beatwise Recordings, a beat tape Vida Nocturna é o terceiro lançamento do produtor/DJ Abud despachado pela gravadora. Antes da trilha que você confere hoje aqui no mangue, ele soltou as certeiras produções São Paulo Jazz Impressões e Fora do Tempo. Natural de São Paulo, mas radicado em Buenos Aires, o paulistano garimpou clássicos discos de boogie/funk/soul, picotou os samples e deu aquele talento nos timbres com as máquinas MPC2000 e SP404. A fita de batidas embala a sessão matinal na maciota ao som de dez instrumentais e um interlude. Você pode – e deve – fazer o download gratuito ou então colaborar com o quanto você ache justo (name your price) na BandCamp da Beatwise, onde também é possível marretar vossa cópia no formato k7. Pegue o café preto e aperte o play, gente boa.


Abud | Beatwise Recordings

O DJ PG comandou os toca-dicos antes do show do Thundercat, no Jazz na Fábrica. Ouça na íntegra

A lendária choperia do SESC Pompéia recebeu mais uma apresentação memorável no último final de semana. Estamos falando sobre os dois shows feitos pelo cantor, produtor e multinstrumentista Thundercat, que chegou na maior categoria na zona oeste de São Paulo e climatizou o Jazz na Fábrica com as faixas do disco Drunk, lançado no inicio do ano. Além de conferir o mano disparando temas como Tokyo, Friend Zone e Jethro, o público ainda foi presentado com o DJ PG (Elo da Corrente/Zulumbi) no comando dos toca-discos. O paulistano girou os pratos e mixou faixas de Kamasi Washington, Hubert Laws, Mayer Hawthorne, Robson Jorge & Lincoln Olivetti, NxWorries, Flying Lotus, entre outros. Você só precisa ficar à vontade aí desse lado e apertar o play abaixo para conferir a sessão completa comandada pelo deejay. Também aproveitamos o gancho e colocamos aqui o clipe do som Them Changes, um dos nossos vídeos preferidos do músico com nome de desenho.


DJ PG | Thundercat

Abra os caminhos com a mixtape Povo de Santo, do DJ Dubstrong

Deejay responsável por apresentar muita coisa para nossos ouvidos quando comandava nas antigas o blog Disco Devil, o Dubstrong também é a cabeça pensante por trás da clássica série de mixtapes Uptown Skank, onde ele mistura nomes nacionais e artistas da velha escola jamaicana nas produções. Não é nenhuma novidade aqui no mangue que a pesquisa dele em matéria de rap e reggae é uma das melhores do Brasil, mas no mês passado o paulistano surpreendeu e colocou na rede o resultado do garimpo feito pelas sonoridades afro-brasileiras na trilha Povo de Santo. A batucada da Curimba toma conta dos toca-discos é e embala a sessão com canções/pontos de Mario Castro Neves, Sergio Mendes, Orquestra Afro-Brasileira, Caboclo Marinheiro, Djalma Correa, Baianinha, UnbanDaime, Agenor Ribeiro e muito mais. Selecionado, firmado e mixado por DJ Dubstrong. AXÉ!

DJ Dubstrong