Mangroovee no Ar #47: The Olympians, Abeokuta, Posse Cutz, Willie Willians e DV Tribo

Aos poucos vamos voltando ao ritmo de sempre com nossas atualizações diárias aqui na matriz e hoje é hora de colocar no ar a sessão de número #47 do mangue nos controles da Rádio Educativa FM. Transmitido pela estação rio-pretense no dia 30 de novembro, o episódio em questão embalou a noite da cidade do interior de São Paulo com Sharon Jones & The Dap Kings, Lee Fields, The Olympians, DV Tribo,  Posse Cutz, Elo da Corrente, Brookzill, Abeokuta, Antibalas, The Wailling Souls, Willie Willians e Bunny Wailer. Reggae, afrobeat, soul, rap, funk e tudo aquilo que vossa senhoria está acostumada a encontrar na área do Mangroovee. Apresente nosso programa para sua família e amigos aí na sua cidade. A firma agradece!

Mangroovee no Ar #45: Feminine Hi-Fi, Mano Brown, Jota 3, Verocai e Os Brazões

Terminamos o ano passado ecoando a edição #48 do Programa Mangroovee por meio dos controles sonoros da Rádio Educativa. Então nada melhor que abrirmos os caminhos de 2017 aqui no site com outra sessão inédita da nossa saga, no caso, a de número 45, transmitida no dia 14 de dezembro. A antena da estação rio-pretense disparou nos quatro cantos da cidade lançamentos assinados por Mano Brown, Síntese​, Cachola, Jota 3, High Public Sound, Alpha Steppa, Feminine Hi-Fi, Arthur Verocai, BaianaSystem e IFÁ. Você também confere clássicos na conta de Clara Nunes, Os Brazões e Trio Mocotó.

Muito obrigado a todo mundo que fortalece o trabalho nesses seis anos de caminhada do mangue. Se estiver chegando agora, fique à vontade porque o ano apenas começou e vamos embalar 2017 com boa música.

Mangroovee no Ar #44: Amiri, Bonobo, Laylah & Santa Groove, Toinho Melodia e Darondo

Encostamos na sede da Rádio Educativa FM no dia 9 de novembro para embalar nossa sessão de número 44 com lançamentos de Bonobo, IFÁ, Camaleão Transparente & Iguana 3D, Síntese, Laylah & Santa Groove e Amiri. Mas também voltamos alguns anos para resgatar faixas assinadas por Darondo, Os Mojo Workers, The Gaylads, The Heptones, Toinho Melodia, Aline Calixto e Al Campbell. Reggae, blues, funk, soul, rap e muito mais em outra sessão de uma hora comandada pelo mangue. Boa viagem!

Programa Mangroovee

Vídeos da semana: DowRaiz, África Mãe do Leão, Céu, Posse Cutz e Coruja BC1

Se toda quinta-feira você confere na matriz uma nova edição online do Programa Mangroovee, a sexta chega com o resultado do nosso garimpo pelos lados do YouTube. A semana foi bem movimentada com vários lançamentos que passam pelo reggae, rap, brazuka e beats experimentais. Escolhemos alguns deles e quem abre os caminhos é o curitibano DowRaiz na companhia da Nomad Magush no excelente trabalho Sobre Os Pontos, que também traz a participação de Ricardo Verocai.

Seguimos no embalo com a edição sinistra do vídeo Passando a Limpo, onde o Coruja BC1 dispara as punchlines sobre a batida assinada pelo Skeeter. Após o descarrego de versos, climatizamos o ambiente com graves, médios e agudos do sistema de som da equipe paulistana África Mãe do Leão, no registro do camarada RAS Films em sessão realizada no MASP, em São Paulo.


Fechamos a conta em ritmo desacelerado com o clipe da música Varanda Suspensa, presente no repertório do disco Tropix, da cantora Céu, além do chapado instrumental dos manos Líquido e Fumaça, ambos integrantes da Posse Cutz, de Belo Horizonte. Pegue vosso café e chega no play, gente boa.


DowRaiz | Nomad Magush | Coruja BC1 | Skeeter | África Mãe do Leão | RAS Filmes | Céu | Posse Cutz

Acompanhe Arthur Verocai “No Voo do Urubu”, novo disco do maestro brasileiro

Em um ano marcado por várias tragédias e polêmicas mudanças políticas nos quatro cantos do mundão, a música continua cumprindo o papel dela e vem sendo o melhor remédio para amenizar o atual cenário do globo. Além da estreia de Mano Brown com o álbum Boogie Naipe, 2016 também chegou com novas obras assinadas por totens como De La Soul, A Tribe Called Quest, Common e Sabotage. Arthur Verocai é outro nome que seguiu o fluxo e, aos quarenta e cinco do segundo tempo, tirou da manga o disco No Voo do Urubu, que saiu pelo Selo SESC.

Com shows de lançamento marcados para os próximos dias 16 e 17, no SESC Pompéia, em São Paulo, o trabalho homenageia a cidade do Rio de Janeiro e marca a volta do mestre oito anos depois de lançar Encore, último registro de inéditas. Verocai climatiza o voo do urubu com dez faixas onde você confere Seu Jorge, Danilo Caymmi, Lu Oliveira, Vinícius Cantuária, Mano Brown e Criolo colaborando na maior categoria sobre os inconfundíveis arranjos do maestro brasileiro.

Entre todos os sons do repertório, destacamos o groove do instrumental Na Malandragem, além de O Tempo e o Vento, Cigana, O Tambor, Oh! Juliana, e Minha Terra Tem Palmeiras. Se você também é fã das composições escritas por Verocai nas décadas passadas para nomes do peso de Célia, Elis, Jorge Ben e Marcos Valle, sugerimos que encoste no player abaixo e confira como ele continua em grande forma ao lado de nomes mais novos da música brasileira.

Arthur Verocai

Mangroovee no Ar 43: Sabotage, Sean Kuti, Earth Disciples, Gilberto Gil e Dubatak

Encostamos na nossa modesta matriz para deixar vossa senhoria por dentro do episódio de número 43 do Mangroovee no Ar, que foi transmitido pela Rádio Educativa FM no dia 26/10. Com três faixas retiradas do disco póstumo do Maestro do Canão, o primeiro bloco da sessão foi totalmente dedicado ao mestre Sabotage. Fora isso, você ainda confere faixas de IFÁ, Blitz the Ambassador, Sean Kuti, Azymuth, Jeff Boto, Derajah, Gilberto Gil, Nelson Cavaquinho, Chico Buarque, Mário Castro Neves, João Nogueira, Edson Frederico, Earth Disciples e Hopetown Crowford. Uma hora completa pautada pelo reggae, rap, afrobeat, brazuka e tudo aquilo que costuma trilhar o expediente do mangue. Pegue seu café, aperte o play e se gostar, compartilhe o trabalho na sua área. A firma agradece.

Alpha Steppa e High Public Sound unem forças no novo release do selo Steppa Records

Um ano depois de conceber pelo selo Steppa Records o disco Rooted and Grounted, o britânico Ben Alpha, mais conhecido pela alcunha de Alpha Steppa, se prepara para prensar outro release no dia 16/12. O próximo trabalho apresenta a parceria dele com a equipe paulistana High Public Sound System, um dos sistemas de som mais atuantes de todo o território nacional. A união entre os dois projetos resultou na trilha The River, que tem como carro chefe o single de mesmo nome, onde a cantora paulistana Melissa Sirks, a.k.a. I-Sarana, que significa refúgio no idioma sânscrito, solta a voz no microfone.

“A música nasceu dois dias antes do Reunion of Dub. Ela passou por alterações e desde o final do ano passado começamos a conversar para gravar o disco. Durante nossa última turnê pela Europa, em fevereiro e março deste ano, nos encontramos com Ben e fomos até o estúdio dele finalizar a trilha.”, explica Raunas (High Public Sound System).

Como todo bom lançamento do gênero, o registro também traz no lado b a versão adubada da canção original, que traz o cearense Marcio Felipe, o Dub Movement, comandando a escaleta. Você pode adquirir sua cópia física na pré-venda e colar nas apresentações marcadas para os dias 16, 17, 18 e 23 em São Paulo, Santo André, Curitiba e Poços de Caldas, respectivamente. Se tiver afim de entender melhor toda a situação, é só chegar nos players abaixo. Fique atento porque tanto Alpha Steppa, quanto High Public seguem mexendo o doce e em breve irão chegar com novas produções nas ruas.

Alpha Steppa | High Public Sound System

Escute o som Forasteiro, novo single do BaianaSystem

Depois de lançar o excelente disco Duas Cidades e girar o Brasil inteiro com a incomparável apresentação ao vivo do grupo, o BaianaSystem antecipou o presente de final de ano e colocou na rede a faixa Forasteiro. A música integra a coletânea gringa Red Bull 20 Before 17, onde a empresa de energético seleciona vinte artistas do globo e celebra a passagem de mais um ciclo com o lançamento do release. Erykah Badu, Lil Wayne, Louis Baker e YG são alguns dos nomes que também apresentam faixas inéditas na trilha. Você só precisa encostar abaixo para escutar o som e ainda conferir um vídeo em que a banda fala sobre o som em questão.


BaianaSystem

Vídeos da semana: Tássia Reis, De La Soul, Verocai, Criolo, Froid, Djonga, Emicida e J. Cole

Não estamos conseguindo atualizar o site diariamente porque, do mesmo modo que vossa senhoria, também temos vários corres para finalizar até o final do ano. Porém, como nosso foco continua sendo a boa música, aproveitamos enquanto o chefe olhou pro lado e colamos rapidão na matriz para deixar você por dentro de alguns bons lançamentos da semana.

Iniciamos a saga semanal na companhia do maestro Arthur Verocai e do cantor Criolo no making of da faixa O Tambor, presente no disco No Voo do Urubu, retirado do forno no último dia 7. O lendário trio De La Soul chega no audiovisual do som Memory Of… (US), que traz as participações de Pete Rock e Estelle, além da cantora Tássia Reis mantendo o nível lá no alto com a produção da canção Se Avexe Não.



Depois é hora de passar a bola para J. Cole e o clipe da canção False Prophets, onde ele rima no beat Waves, do produtor Freddie Joachim. E finalizamos a sessão com dois novos – e excelentes – trabalhos nacionais. Emicida cola ao lado de Drik Barbosa, Amiri, Rico Dalassam, Muzzike e Raphão Alaphin na super produção da trilha Mandume. Dois dos principais nomes do ano em matéria de rap tupiniquim, Froid (UBR) e Djonga (DV Tribo), respectivamente, fecham os trabalhos ao som do registro A Pior Música do Ano.



Tássia Reis | De La Soul | Verocai | Criolo | Froid | Djonga | Emicida | J. Cole

Mangroovee no Ar #42: DV Tribo, Raphael Saadiq, Hiatus Kaiyote e Max Romeo

Boa tarde aí desse lado. Pode ficar totalmente à vontade e sintonizar os ouvidos no player abaixo para escutar Sabotage, DV, Hiatus Kaiyote, Raphael Saadiq, Charles Bradley, Rodrigo Ogi, Seu Pereira e Coletivo 401, Cabruêra, People Under The Stairs, Afu-Ra, Da Bush Babees, Peter Tosh, Burning Spear e Max Romeo. A edição de número 42 do Mangroovee no Ar chega em novo formato. Como vossa senhoria poderá conferir com os próprios tímpanos, agora, separamos a sessão por blocos. Chegamos com reggae, soul music, rap e música brasileira, além de tudo aquilo responsável por embalar nosso expediente em seis anos de caminhada. É só chegar no play, gente boa.