Viaje pelo jazz africano na nova mixtape do italiano Jazzcat

Um dos melhores canais ali pelos lados do Mixcloud, o Jazzcat, alcunha usada pelo italiano Massimiliano Conti, subiu há duas semanas a trilha Deep Jazz from Africa. Como o próprio nome já passa a visão, o seletor apresenta uma viagem pelo jazz oriundo das terras africanas com músicas assinadas por Dollar Brand, Malombo, Batsumi, Dadisi Komolafe, entre outros. A produção fez parte da programação da estação marroquina Ness Radio, que transmite toda quarta, sexta e domingo uma atração comandada pelo colecionador da cidade de Pescara, na Itália. Se quiser embarcar na viagem, é só encostar no player abaixo.

Jazzcat

Mangroovee no Ar #40: John Coltrane, EMEDZ6, Flying Lotus, Lay e Akrobatik

Ontem foi um dia muito especial na caminhada deste modesto endereço virtual. O Mixcloud passou a peneira em toda a rede e escolheu o Mangroovee no Ar como um dos melhores do mundo em matéria de boa música. Estamos ao lado de nomes como Le Mellotron, RBMA Radio Panamérika, Pitchfork, Bondi Beach Radio e outros que são referências no nosso expediente. Só podemos agradecer a todo mundo que acessa o site, cola nas promoções, sintoniza na rádio e dá suporte ao trabalho. Nunca fizemos o corre por grana e não tem nada que pague um reconhecimento dessa altura.

E assim como mista Silvio Santos, colamos em ritmo de festa e climatizamos a tarde de vossa senhoria com mais um capítulo inédito da nossa empreitada ao lado da estação rio-pretense. A sessão de número 40 do mangue na Rádio Educativa FM homenageia John Coltrane e ainda traz nomes como Lessa Gustavo, Nego Max, EMEDEZE6, Don L, LAY, Akrobatik, Soul Jazz Orchestra, Alice Coltrane, Flying Lotus e Zimun. Se quiser conferir a página da premiação do Mixcloud, o link está disponível ao final do post. Muito obrigado.

Online Radio Awards

O Azymuth voltou. Confira o trio brasileiro em dois singles do próximo disco, Fênix

Tarada pelo groove tupiniquim, a gravadora britânica Far Out Recordings vem atualizando há cerca de um mês as redes sociais do selo com novidades sobre o próximo trabalho do trio Azymuth. O canal do YouTube já foi abastecido com os singles Vila Mariana – Pela Madrugada e Fênix, que é a faixa responsável por batizar o novo álbum, além de um vídeo teaser sobre a obra.

Após o falecimento do maestro José Roberto Bertrami, em 2012, os integrantes Ivan Conti e Alex Malheiros convidaram o músico Kiko Continentino para completar o time. Neste exato momento, enquanto você acompanha esta postagem, o Azymuth roda a Europa desde o último dia 28 e apresenta com a elegância de sempre o repertório completo para os gringos. Como, infelizmente, eles ainda não desembarcaram no Brasil com a pepita, você pode escutar os dois sons nos players e marretar sua cópia física na pré-venda – link ao final do post.

Fênix – Pré-Venda

Escute o excelente EP de estreia do combo Laylah & Santa Groove

O ano de 2016 vem sendo movimentado para a paulistana Laylah. Depois de tirar do forno o disco solo Amalgama e iniciar os trabalhos á frente do baile Feminine Hi Fi, ela acaba de lançar com a banda Santa Groove o EP homônimo deles. Além da cantora, o combo é formado por André Pilpo na bateria, Duane Bin Nogueira no baixo, Guilherme Gasa na guitarra, Victor Fão no trombone, Daniel Lupo no trompete, Kiko Bonato no saxofone tenor, Rafael Bira na percussão e Tiago Canzian nos teclados.

A gente já tinha escutado o single Sexta, que foi ao ar em uma das edições do nosso programa, e estávamos ansiosos para conferir o resultado completo. A trilha ainda traz mais seis faixas que passeiam por todos os gêneros sonoros preferidos do mangue. Samba, soul music, afrobeat, rap, funk e jazz embalam o repertório e fazem a audição fluir naturalmente. Gostamos da trilha completa, mas principalmente das músicas Acontece, Alaranjar, Madiba e o instrumental This is Santa Groove (A Padroeira).

laylah-e-santa-groove

Muito louco ver um trabalho dessa qualidade sendo lançado de maneira totalmente independente. Depois de escutar o registro completo, entre na página dos caras e veja como vossa senhoria pode apoiar a correria deles. Cole no show, compre o disco físico e/ou compartilhe o som aí na sua área. Vale a pena.

Laylah & Santa Groove

Viaje pelas raízes da música brasileira na série África Brasil, do DJ Tahira

Já faz bastante tempo, mais precisamente a partir de 2011, que o DJ Tahira vem disseminando a influência da música africana e indígena nas raízes da sonoridade brasileira com a série África Brasil. O paulistano faz uma viagem pelas décadas passadas até chegar aos dias de hoje, selecionando sempre desde nomes antigos a outros mais atuais. Caju e Castanha, Grupo de Coco Ouricuri, Pinduca, DJ Tudo, Banda de Pifanos de Caruaru, Milton Nascimento, Baiana System, Maria Creuza, Jackson do Pandeiro, Trio Ternura, Mestre Suassuna e Dirceu, Siba, Zambé e por ai vai.

Você pode conferir no play abaixo – e baixar – as quatro edições da saga comandada pelo deejay nipo-brasileiro. Excelente oportunidade de conhecer alguns elementos importantes na formação da música brasileira, além de ficar por dentro dos mestres e dos pupilos que continuam propagando a verdadeira sonoridade tupiniquim.

DJ Tahira

Escute o podcast do DJ Ramiro Z em homenagem aos 90 anos de John Coltrane

Em homenagem aos noventa anos do mestre John Coltrane, o pesquisador e DJ Ramiro Zwestch (Patuá Discos | Radiola Urbana) preparou um podcast especial sobre o gênio do jazz. Você pode – e deve – deixar o domingo muito melhor por aí conferindo o player abaixo, que traz Alice Coltrane, Doug Carn, Gil Scott-Heron, Mankunku Quartet, Larry Young, entre outros artistas influenciados pelo lendário saxofonista. O canal do Ramiro também traz programas dedicados a nomes como Moacir Santos, Miles Davis e Juan Pablo Torres. Acompanhamos as aulas sonoras desde os tempos do antigo endereço virtual da Radiola. Se não conhece o trabalho, procure ficar por dentro pois a pesquisa é muito bem feita.

Ramiro Z

Shadows é a nova beat tape do produtor brasileiro KAA.DUU. Já escutou?

Conhecemos o trampo do KAA.DUU, da cidade de Joinville, em Santa Catarina, quando ele fez as bases para a cantora Luana Karoo soltar a voz nas faixas Ibanuje e Franco Atirador. Desde então procuramos ficar atentos sobre os lançamentos do mano e acabamos de descobrir a nova trilha assinada por ele. O álbum Shadowns, que saiu pelo selo britânico Cult Classic Records, traz o produtor brazuca passando os beats na manteiga em oito faixas solos, além de mais quatro em parceria com o beatmaker Thomas Prime.

CCR-SHAA.DDOWS-1

Chapamos de acordo nas produções Twenty Six, The Shadowns, R.A.R.E., One Way e o interlúdio Hypnotic, mas gostamos bastante do resultado completo do trabalho. É aquela mistura muito bem feita entre o rap, jazz, chill out e recortes de músicas como Mathematics, do meste Mos Def. Vário produtores brasileiros fazendo bonito com as máquinas e softwares de batidas. Vale a pena chegar no player abaixo e escutar Shadowns na íntegra.

KAA.DUU

Gilles Peterson homenageia Bobby Hutcherson com duas mixtapes. Escute

Conhecido pelas cabulosas improvisações feitas com o vibrafone sobre instrumentais jazzísticos, o músico Bobby Hutcherson, um dos principais artistas do lendário selo Blue Note Records, faleceu no último dia 16. O britânico Gilles Peterson não perdeu tempo e já colocou no ar uma produção em tributo ao músico acostumado a participar de trabalhos de lendas como Miles Davis, Herbie Hancock, John Coltrane, Stan Getz e Dexter Gordon.

Excelente oportunidade para conhecer melhor o trabalho de um dos grandes músicos da história da música negra. Você só precisa apertar os players e conferir as duas partes da seleção elaborada pelo colecionador europeu.


Gilles Peterson

Mangroovee no Ar #34: Michael Kiwanuka, Francisco Egydio, Sean Kuti, Digable Planets e The Congos

Chegamos até o meio de mais uma semana e, como vossa senhoria já deve saber, é dia de atualizarmos o mangue com outro episódio da atração comandada pelo mangue na Rádio Educativa FM. A sessão de número 34 apresenta grandes nomes da música negra mundial, além da influência das culturas africanas na identidade da sonoridade brasileira. Francisco Egydio, Dom Salvador, Wanderléa, Luiz Gonzaga, Digable Planets, Lester Bowie, Count Ossie, The Congos, Sean Kuti, Michael Kiwanuka e grande elenco. Uma hora de som na caixa, sem intervalos. Chega no play!

O selo Strut Records viaja pelo groove, jazz, música africana, sons latinos e havaianos. Ouça

Gravadora responsável por realizar uma pesquisa muito bem feita em matéria de groove, jazz, sons havainos e música africana das décadas passadas, a Strut Records, de Londres, resgata sons de artistas poucos conhecidos e que, dificilmente, não chegariam até nossos ouvidos sem o trabalho do selo. Antony Joseph, Idris Ackamoor & The Pyramids, Les Stardust e Sunburst são alguns dos projetos presentes no catálogo de releases dos caras. Além deles, você também pode acompanhar nomes mais famosos, casos do mestre Sun Rá and His Arkestra, Ebo Taylor e The Soul Jazz Orchestra.

Propagando a boa música desde o final dos anos noventa, a Strut, que foi escolhida pelo britânico Gilles Peterson como o label do ano 2014, lança os trabalhos em vinis de 180 gramas, compactos e cd´s. Já que ela foi a escolhida para iniciar nossa sessão sobre gravadoras aqui no Mangroovee, vossa senhoria pode conferir nos players abaixo algumas trilhas que trazem o selo dos caras como rementete. Se gostar, acesse o site oficial e acompanhe o trampo de perto nas redes sociais porque vale a pena.









Strut Records