Beats, Música, Produções, Rap, Trocando Ideia, Vídeos

Trocando ideia #10: O coletivo Clínica Geral estreia no single Mágica

Semana passada foi marcada pelo primeiro lançamento assinado pelos manos da Clínica Geral, projeto que traz Rodrigo Ogi, Pizzol, Leco, Henrick Fuentes, RedNiggaz, Don Cesão e Jamés Ventura nas rimas. Riscos e batidas assinados por LX, Nato PK e Leo Grijó. Além dos traços de Flip e Bugalu, a Clínica também traz Felipe Borba no comando dos vídeos e Danilo Padilha na produção executiva.

Gostamos bastante do resultado do som de estreia e trocamos uma ideia com Padilha, Pizzol e Leco sobre a correria deles. “A gente não é uma produtora, um clã ou algo do tipo. Somos todos amigos e temos em comum o fato de trabalhar com música. Então nada mais natural que registras essa reunião. A clínica acaba sendo nossa terapia para encarar o cotidiano louco de São Paulo”, diz Danilo. Depois de assistir ao vídeo, você pode conferir a conversa com os dois MC`s e ficar por dentro dos próximos planos.

1 – Pelo o que a gente pode ver nas redes sociais, todos você são amigos de longa data e sempre lançam trabalhos em parceria nos discos de cada um dos integrantes. Mas como aconteceu a ideia de colocar na rua um trampo com todos?

Leco: Tudo começou quando o Ogi montou um grupo no WhatsApp onde passávamos a maior parte do tempo inventando apelidos. Até que mais tarde começamos a compartilhar informações musicais e os beatmakers do grupo apresentaram alguns instrumentais próprios. Gravamos sem pretensão e gostamos do resultado. O que era pra ser um rap por mês acabou virando um por semana.

2 – A ideia da faixa mostra a mágica que cada um faz para continuar vivendo e rimando. Como vocês chegaram nesse tema na hora de escrever as linhas?

Pizzol: Quem teve a ideia de falar sobre isso foi o Leco. É importante falar sobre o corre de cada um e mostrar como eles acabam sendo nossa própria mágica no dia a dia.

3 – O corre de vocês envolve beatmakers, MC`s, produtores, artistas e videomakers. Se tiver como definir a Clínica Geral, qual seria a melhor definição sobre o trabalho?

Pizzol: É o amor pelo rap, pela música em comum entre nós. A Clínica é um modo de criarmos despreocupados. Sem aquele peso que às vezes encontramos quando preparamos um trabalho solo.

Leco: Um especialista em cada setor da cultura Hip Hop.

4 – Quais são os próximos passos? Quem gostou do primeiro single pode esperar outros sons ou até um registro completo da Clínica?

Leco: Agora é colocar na rua o que já fizemos: cinco músicas e dois vídeos. Vamos nos concentrar nisso, até porque o ano está acabando e todo mundo está correndo com outros afazeres. Tudo vai depender da resposta das ruas e de até quando vai a paciência de um com o outro .

Clínica Geral

Post AnteriorPróximo Post